COMO FAZER O CONTROLE DO CUSTO OPERACIONAL

Toda empresa, possui gastos recorrentes inerentes a sua atividade operacional, tais como a compra de matéria prima, produtos intermediários, material de embalagem, salários de funcionários, tributos, dentre outras necessidades. Tais gastos representam os custos operacionais da empresa, sem os quais, não é possível manter o negócio em funcionamento.

Neste sentido, um empreendedor de sucesso, busca estratégias financeiras que permitam a redução dos custos operacionais, aumentando sua margem de lucro. Para obter êxito em estratégias de redução de custos operacionais, é essencial que o empreendedor mantenha o controle de custo operacional, tornando-se conhecedor dos números do seu negócio.

Se você ainda não sabe como manter o controle de custo operacional da sua empresa, este post irá te ajudar.

COMO IDENTIFICAR OS CUSTOS OPERACIONAIS

Você já sabe que os custos operacionais representam os gastos necessários para a execução das atividades operacionais da empresa. Insumos essenciais, folha de pagamento, luz, água, todos estes são considerados custos operacionais.

Embora pareça um conceito simples de associar, é preciso ter cuidado na hora de classificar um gasto como custo operacional, isso porque estes gastos costumam por vezes, serem confundidos com investimentos.

A aquisição de máquinas e equipamentos, por exemplo, são considerados investimentos e não custos operacionais. Isto porque, se tratam de capital investido que visa à obtenção de lucros futuros. Já a aquisição de materiais de consumo produtivo, tais como papel, tinta de impressão, lápis, caneta, borracha, dentre outros insumos de escritório, são custos operacionais, pois são materiais de utilização imediata na execução da atividade da empresa, não havendo expectativa de geração de lucros futuros.

Esta linha tênue de interpretação utilizada na classificação de gastos como custos operacionais é que permite ao empreendedor, conhecer os números do seu negócio e realizar a formação de preço de seus produtos e serviços de modo adequado, evitando prejuízos.

Por esse motivo, o empreendedor que se omite quanto ao controle de custo operacional, não tem segurança na hora de realizar investimentos e sofre constantemente com custos operacionais desnecessários que prejudicam sua margem de lucro.

COMO CLASSIFICAR OS CUSTOS OPERACIONAIS

Para manter um bom controle de custo operacional é necessário classifica-los entre custos diretos e indiretos:

Custos Diretos: É aquele que pode ser identificado e diretamente apropriado a cada tipo de obra a ser custeado, no momento de sua ocorrência, isto é, está ligado diretamente a cada tipo de bem ou função de custo. É aquele que pode ser atribuído (ou identificado) direto a um produto, linha de produto, centro de custo ou departamento. São exemplos de custos diretos: Matérias – primas, mão de obra direta, serviços aplicados diretamente nos produtos;

Custos Indiretos: Indireto é o custo que não se pode apropriar diretamente a cada tipo de bem ou função de custo no momento de sua ocorrência. São apropriados aos portadores finais mediante o emprego de critérios pré-determinados e vinculados a causas correlatas, como mão-de-obra indireta, rateada por horas/homem da mão de obra direta, gastos com energia, com base em horas/máquinas utilizadas, etc.

FAÇA O ACOMPANHAMENTO PERIÓDICO DOS CUSTOS OPERACIONAIS

Um custo operacional muito alto reduz sua margem de lucro na formação do preço, ou pode forçá-lo a fazer preços acima da média do mercado, ocasionando a perda de competitividade de seu produto ou serviço, gerando perda de vendas e consequente queda no faturamento.

Por esse motivo, é importante que o empreendedor, acompanhe periodicamente seu custo operacional, para evitar distorções, pois, embora os custos operacionais possam aumentar em determinado período, é preciso observar o comportamento das receitas de vendas, já que um aumento de produção, certamente resultará num aumento do custo operacional, o que não necessariamente implica em desperdícios. Lembre-se, o custo acompanha a receita!

Ao realizar o acompanhamento periódico dos custos operacionais, você terá maior familiaridade com os números do seu negócio e conseguirá perceber variações convergentes com as receitas de vendas e variações incoerentes com a produção. Este é o primeiro passo para conseguir identificar possíveis custos operacionais desnecessários. Serviços de BPO financeiro podem auxiliar este acompanhamento através de relatórios que permitam tal análise.

COMO REDUZIR OS CUSTOS OPERACIONAIS

Existem diversas estratégias para a redução dos custos operacionais de uma empresa. No entanto listamos abaixo algumas dicas de técnicas que permitem a identificação de custos operacionais desnecessários.

Estabeleça metas de perdas para sua equipe: É comum as perdas decorrentes de quebras e má conservação de materiais. Estabelecer metas de perdas de materiais para os profissionais responsáveis pela utilização destes materiais na execução do processo produtivo é uma maneira eficaz de criar uma cultura de conscientização no manuseio e conservação de materiais, o que ajuda a reduzir os custos operacionais;

Mantenha o estoque conforme a demanda: Manter um estoque muito grande de materiais exige um gasto maior com as condições de armazenamento e manuseio de materiais, que por sua vez, podem gerar perdas desnecessárias. Uma solução simples para evitar um estoque muito grande de materiais é gerir seu estoque de insumos, mantendo apenas o necessário para atendimento da demanda de produção conforme os períodos de sazonalidade do seu negócio. Realizar uma projeção de fluxo de caixa, ajuda a conhecer os prazos de pagamento e recebimento, permitindo uma negociação temporal estratégica com seus fornecedores;

Automatizar processos manuais: Outra estratégia que permite a redução de custos operacionais é automatizar processos de produção que demandem muitos colaboradores ou muitas horas de trabalho de profissionais. Assim, embora num primeiro momento haja gastos com investimentos em equipamentos e máquinas, em longo prazo, haverá um ganho com a redução de custos indiretos homem/hora;

Implementação de Banco de Horas: A adoção de banco de horas pode ser também uma medida eficaz na redução de custo indireto homem/hora, evitando o pagamento de horas adicionais de trabalho de seus colaboradores e permitindo mais tempo de descanso para sua equipe;

Renegociar com fornecedores: Esta estratégia, embora muito eficaz, exige maior conhecimento dos números do seu negócio, pois será necessário identificar os prazos de pagamento a fornecedores e a demanda conforme sua receita de vendas. Caso você mantenha o controle de fluxo de caixa e faça projeções de fluxo de caixa periódicas, será capaz de determinar a quantidade efetivamente necessária de materiais que atenda a sua demanda de produção conforme a sazonalidade do seu negócio.

VANTAGENS DO CONTROLE DE CUSTOS OPERACIONAIS

Aumento da Margem de Lucro: Mantendo um custo operacional baixo, sua margem de lucro aumenta, permitindo o reinvestimento em seu negócio;

Aumento de competitividade: Um custo operacional baixo, permite uma formação de preço menor a ser repassada para o consumidor final, tornando seu produto ou serviço mais atrativo ao seu público;

Maior capital de giro: A redução de custos operacionais permite maior fluxo de caixa para a empresa, o que atrai potenciais investidores e facilita a possibilidade de empréstimos.


Achou muito complicado fazer o controle de custos operacionais do seu negócio? Se for de seu interesse ter todos os benefícios que esta ferramenta permite na gestão do negócio, mas ao mesmo tempo não quer perder tempo com um trabalho complexo que tome muito do seu tempo, experimente nossos serviços de BPO Financeiro. A BitCont pode auxiliá-lo na gestão do seu negócio, provendo informações gerenciais que permitem maior controle financeiro do seu negócio, deixando você com tempo livre para se dedicar as atividades operacionais de sua empresa! Entre em contato conosco, tire suas dúvidas! Nossos consultores estão a sua disposição!

Ipad

Aprenda o Passo a Passo de como fazer o Fluxo de Caixa da sua empresa e comece a ter resultados imediatamente 

DESCUBRA OS SEGREDOS DO SUCESSO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS